Semente de Braúna

Braúna, Baraúna, Quebracho, Braúna-Parda, Braúna-do-Sertão.

Descrição

Conhecido como: Braúna, Baraúna, Quebracho, Braúna-Parda, Braúna-do-Sertão.

 

Nome científico: Schinopsis brasiliensis Engl.

 

Sementes por kg: 1 kg de semente contém aproximadamente 6.600 unidades.

 

Família: Angiospermae – Anacardiaceae

 

Origem: Brasil, especialmente das regiões Nordeste, Centro-Oeste e do estado de Minas Gerais.

 

Utilidades: A madeira é excelente para usos externos, principalmente mourões e postes, com a mesma durabilidade da aroeira. Utilizada também na construção civil, carpintaria, obras de torno, etc, A árvore é bastante ornamental, podendo ser usada com sucesso na arborização urbana de grandes avenidas e parques. As flores são melíferas.

 

Crescimento: Apresenta crescimento lento.

 

Quebra de dormência: A retirada do epicarpo e mesocarpo de Schinopsis brasiliensis seguida da lavagem em agua corrente por 12 horas e escarificação com lixa junto à micrópila proporcionam maior porcentagem de emergência.

Tempo de germinação: Para se obter uma germinação mais regular, rápida e completa de S. brasiliensis, deve-se manter seus frutos à sombra (pré-secagem) por 25 a 30 dias, remover parte do pericarpo e semear o pirênio em areia úmida.

 

Características: Planta decídua, heliófita e seletiva higrófita,característica de várzeas da região semi-árida. É mais frequente em solos calcários, podendo ocorrer mesmo em afloramentos pedregosos, onde geralmente não cresce muito.

 

Ocorrência: Nordeste até o norte de Minas Gerais e Goiás na caatinga,penetrando a oeste até Mato Grosso (Pantanal) e Rondônia. Existe na Bahia a a variedade glabra e no Pantanal Mato-grossense a espécie Schinopsis balansae Engl. (Quebracho), que,por sua vez, se diferencia dessa espécie principalmente pela presença de folhas simples.

 

Morfologia: Folhas compostas imparipinadas, com 9-17 folíolos subcoriáceos e de superfície lustrosa, ovalados a elípticos, de 3-4 cm de comprimento por 2 cm de largura. Inflorescências em panículas terminais; flores amareladas. Frutos do tipo sâmara.

 

Fenologia: Floresce no final da estação chuvosa. Como esta é variável, não há, a rigor, uma época definida, sendo mais frequente em junho-setembro.

 

Época de floração e frutificação: A floração acontece em julho, em Mato Grosso do Sul, de novembro a dezembro, no Ceará, e de novembro a fevereiro, em Pernambuco. Frutificação ocorre de agosto a setembro, na Bahia.

Sementes Caiçara

Sementes Caiçara, sempre inovando para melhor atendê-los.

Fale Conosco

Rua Coroados, 250 | Brejo Alegre - SP CEP: 16265-000
WhatsApp: (18) 99691-9216
Atendimento: (18) 3646-1337

Siga-nos

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades.

    Centro de Preferências de Privacidade

    Essenciais

    Cookies essenciais são cookies necessários para garantir que nosso site funcione corretamente. Eles são usados para coisas como permitir que você navegue em nosso site, salvando informações. O site não pode funcionar corretamente sem esses cookies e só pode ser desativado alterando as preferências do navegador.

    Local cookie

    Advertising

    Analíticos

    Cookies analíticos são cookies que usamos para entender melhor como os visitantes usam e interagem com nosso site. Eles são usados para medir, por exemplo, quantos visitantes acessam nosso site, quais partes do site são mais visitadas e quanto tempo permanecem no site.

    _ga
    Google Analytics

    Other

    pt_BRPortuguese