Cigarrinha

No período chuvoso, época em que as pastagens teriam condições de propiciar a recuperação do gado, por um maior ganho em peso, é que elas aparecem: as cigarrinhas das pastagens. Esses insetos causam prejuízos à pecuária do Brasil, tanto a de leite, quanto a de corte, por atacarem pastagens, campineiras e cana-de-açúcar. Elas atacam as pastagens em época de alta umidade e ao sugarem folhas e pequenos colmos, introduzem toxinas (que são sua saliva concentrada, tóxica), causando um amarelecimento das folhas e depois do seu secamento e, em alguns casos, a morte do perfilho ou da touceira. Podem reduzir a produção de massa verde em 15%.

Fases do inseto

A postura é feita no solo ou em restos de cultura. Sob condições de baixa temperatura e pouca umidade, os ovos entram em dormência e interrompem o processo. Na fase Ninfa o inseto não possui asas e permanece na base da planta, sugando a seiva e produzindo a espuma branca, que serve para protege dos raios solares. Os adultos são os que mais causam prejuízo a planta.

PREJUIZOS

Quantitativo: é a redução no crescimento da planta, 25 adultos por metro quadrado por 10 dias reduzem em mais de 3% a produção de MS. Qualitativo: diminui a quantidade de proteína e minerais, consequentemente a digestibilidade; reduz a capacidade de suporte; normalmente a cigarrinha não causa a morte da planta.

O HD 364 tem uma grande tolerância ao ataque de cigarrinhas devido a pequena sobrevivência das ninfas, efeito de antibiose. A característica de grande pilosidade na inserção da bainha da folha e o caule também confere ao material uma barreira física ao ataque dos sugadores. Ressaltamos que após a germinação o material não tem tolerância ao ataque de lagartas.

Em provas controladas em casas de vegetação e em observações de campo, o CONVERT* HD364 tem demonstrado antibiose às espécies de cigarrinhas para as quais foi testado: Deois fl avopicta, Deois schach, Notozulia entreriana, Aeneolamiareducta, Aeneolamia varia, Zulia carbonaria, Zulia pubescens,Prosapia simulans e Mahanarva trifissa.

Sobrevivência de ninfas de três espécies de cigarrinhas-das-pastagens em cultivares de Brachiaria

Nos casos em que as infestações são muito altas, chegando a causar danos as pastagens devem-se remover os animais e aguardar. Evitar sobra de pastagens, pois as folhas velhas irão cair ao solo. Esta camada de palha garante ambiente escuro e úmido para a cigarrinha.

As aplicações de inseticidas são recomendadas para estes casos, preferencialmente no início dos danos.

Fungo

Tem sido observado certo grau de suscetibilidade ao ataque foliar causado por Rhizoctonia solani, um fungo que aparentemente produz danos significativos na cv. Marandu, particularmente nos períodos do ano com alta umidade relativa e altas temperaturas.

Sementes Caiçara

Sementes Caiçara, sempre inovando para melhor atendê-los.

Fale Conosco

Rua Coroados, 250 | Brejo Alegre - SP CEP: 16265-000
WhatsApp: (18) 99691-9216
Atendimento: (18) 3646-1337

Siga-nos

Newsletter

Cadastre seu e-mail e receba nossas novidades.

    pt_BRPortuguese